Arquivo da tag: internet

Nécessaire – eu fiz uma

 

 

 

 

 

 

Quem me conhece sabe que gosto de inventar “moda”, ou seja, buscar algo diferente para fazer. Quando se trata de artesanato então, nem se fala. Principalmente se tenho material, em casa, que possa ser aproveitado.

Minha criação de hoje é uma nécessaire que utilizo como porta lápis e caneta. Não precisei comprar o pano, só o zíper. Reaproveitei alguns retalhos e um pedaço de jeans velho para fazer o forro. Continue lendo


Dê vida nova ao que quiser

Customização é a criação de algo novo a partir de um objeto que já existe, ou seja, dar uma repaginada e uma “cara nova” naquilo que deseja. Pode ser roupa, acessórios, artigos de decoração de casa, escritório. A criatividade é que prevalece, porque vale usar de tudo: miçanga, tecidos, lantejoulas, sementes, entre tantos outros.

Não precisa ser uma artesã de mão cheia, como dizem, para customizar. Basta ter uma idéia, boa vontade, disponibilidade e coragem para cortar, emendar, remendar. Atualmente, para aqueles que não têm habilidades com agulha e linha, existem várias técnicas para facilitar a customização como, por exemplo, a cola que é uma das principais ferramentas. Há de todo o tipo: cola quente, para tecido, para lantejoulas, vai depender do que for utilizar.

A internet é uma fonte de inspiração quando não temos idéia. Basta digitar no “Google” e pronto, várias janelas com sugestões do mundo todo aparecerão. Pode-se até, trocar informações sobre isso na internet. No Youtube.com, também tem muita coisa interessante sobre customização com o passo a passo em : roupas, mesas, sapatos, etc.

A customização ficou muito conhecida em função do uso do Abadá  em festas. Como a maioria deles são camisetas grandes, as mulheres aderiram à prática para além de diferenciá-las também colocar o toque feminino. Mas os homens não ficam de lado, principalmente os que querem valorizar e mostrar o corpo musculoso.

Essa prática deu tão certo que já existem empresas especializadas nisso. Mas se você fizer em casa, o custo é muito baixo. Por isso a customização ganhou muita força e aceitação, além da possibilidade de se personalizar cada peça criada.

 

*Sites sobre customização:

Customizando.net

Continue lendo


Conexões

Ler um livro do início ao fim, da primeira página até a última. Ouvir um cd todo desde a primeira música. Dar a volta completa. Completar o ciclo. Simples. Mas, pode ser complicado para muitas pessoas que trouxeram a internet para suas vidas. Os hábitos adquiridos, criados ali. Uma mudança de comportamento.

Fazer várias coisas ao mesmo tempo dentro de um determinado espaço, infinito, considerando a World Wide Web. Emails, sites de redes sociais, blogs, jornais e revistas digitais. Pular de uma página a outra em instantes. Ir e voltar. Essa ideia de descontinuidade saiu da tela do computador para a vida real.

Fiquei pensando nisso outro dia quando conversei com um amigo. Estávamos falando de músicas e esbarramos em ideias diferentes sobre o assunto. Uma discussão saudável. Interessante. Lembramos de uma música de Caetano Veloso, Livros. Ela começa assim: “Tropeçavas nos astros desastrada…”.

Pensamos na letra de “Chão de Estrelas”, de Sílvio Caldas e Orestes Barbosa: “Tu pisavas nos astros distraída”. Aí, foi inevitável continuar a conversa durante o nosso trajeto de metrô depois da aula. Percebemos o quanto uma música precisa da outra dentro de um álbum. Como uma sequência é pensada e trabalhada.

Surge então a necessidade de se ouvir todas as músicas para se tentar compreender o todo. Sempre quando ouço este cd Livro, entendo algo mais, sinto de outra forma, identifico relações antes impensadas. Tudo se torna importante, o encarte, as cores, a seleção de músicas, os instrumentos musicais.

Lembro-me bem quando ficamos sabendo da existência desse disco. Eu e o Pedro, meu irmão. Foi no “Programa Livre”, numa tarde daquelas. Caetano lançou o cd Livro e o livro Verdade Tropical. Quando cantava a faixa “Não enche”, começou a rir no meio da música dizendo que a achava muito engraçada.


%d blogueiros gostam disto: