Heróis do Rio

O mundo acompanha a atual situação do Rio de Janeiro. Quem está longe pode até achar que estão filmando cenas de Tropa de Elite. Isso porque é difícil de acreditar no que está acontecendo.

A preocupação é com familiares e amigos que moram no Rio. Não compreendemos, aqui em Minas, a abrangência dessa “guerra”. Se os traficantes saem das favelas e vão para outros bairros. Tudo pode acontecer.

Mas no meio disso tudo, podemos notar algumas atitudes de cidadãos das favelas que servem como exemplo. Dois fatos, em especial, me chamaram a atenção.

Uma senhora levou o próprio filho traficante para que ele se entregasse à polícia. Não deve ser fácil, mas imagino ser melhor ver o filho preso do que morto em confronto com policiais. Pelo menos, ela sabe onde ele está.

Outro caso é de uma criança de 8 anos que foi baleada na perna depois de recusar fazer um serviço “sujo” para traficantes. A coragem dela ao dizer “não” deve ser o lema dessa guerra no Rio.

Crianças e adultos têm plena consciência de que como estava antes não pode continuar. A situação tem que melhorar. Porque tanto eles quanto nós queremos é conviver com a paz.

Anúncios

Sobre Priscila Chaves

Minas Gerais. Jornalista. Bailarina. Bordadeira. Ver todos os artigos de Priscila Chaves

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: