Espera cotidiana

UM – Olá! E aí, como vai?

OUTRO – Tudo bem e você?

UM – Eu? Beleza! Correndo atrás… trabalhando muito… e você?

OUTRO – Também! Dois empregos! Pra pagar as contas…

UM – Nossa! Quanto tempo!

OUTRO – Perdão… é meu celular…

UM – Tranquilo…

OUTRO – Alô… sim… tô chegando… tchau

UM – Então… quanto tempo…

OUTRO – É mesmo. Muito! Casou?

UM – Já. Agora, são os filhos! Pequenos ainda, sabe? Muita responsabilidade…

OUTRO – É… sei como é… tenho sobrinhos. É diferente, mas dá pra sentir um pouco…

UM – Meu Deus! Nem sei quanto tempo tem que a gente se viu!

OUTRO – É… jovens ainda.

UM – Cheios de sonhos…

OUTRO – Deixa eu ver o número do ônibus… hum… ainda não é o meu…

UM – Quanta coisa a gente ia mudar, né?

OUTRO – é… fez faculdade?

UM – Nada! Somente aquele técnico mesmo!

OUTRO – Eu comecei, mas parei… corrido demais!

UM – é… muito mesmo! Mora no mesmo lugar? E sua mãe? Tá boa?

OUTRO – Tá ótima! Moro com ela ainda.

UM – Ah… isso é bom! E tá indo pra onde agora?

OUTRO – pro trabalho… e você?

UM – pra casa… é…

OUTRO – bom, acho que é meu ônibus… É sim… a gente se vê…

UM – tá bom… um abraço, hein? Dá um abraço na sua mãe!

OUTRO – tá… valeu… abraço…

UM – depois te ligo ou você me liga… a gente se encontra…. tchau.

Anúncios

Sobre Geisa Mara de Castro


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: